Ford está saindo do Brasil? Verdade ou mentira? Descubra!

*/?>
110

A Ford anunciou no dia 19 de fevereiro deste ano que irá sair do negócio de caminhões da América do Sul e fechar a sua fábrica em São Bernardo do Campo na região ABC paulista e como consequência o Ford Fiesta e os caminhões cargo: F-4000, F-350 sairá de linha.

Para sanar as dúvidas sobre o assunto, separamos informações para que você fique por dentro de tudo que está acontecendo dentro do setor automotivo. Confira!

Não serão mais vendidos no Brasil

A proposta da empresa é que assim que terminarem os estoques de carros de passeio como: Fiesta, Focus Sedan, Fusion e Taurus, além dos caminhões cargo: F-4000, F-350, a produção será finalizada e assim sairão de linha.

Porque ela está fechando as fábricas?

A Ford está em processo de reestruturação do seu negócio global, que tem como objetivo o “retorno à lucratividade sustentável das suas operações na América do Sul”, e irá dedicar-se à produção de SUVs e picapes em parceria recente com a Volkswagem.

O fechamento da fábrica não irá afetar outras unidades da Ford no Brasil, e a montadora não tem planos de deixar a região, porém, a empresa quer construir negócios lucrativos e sustentáveis, fortalecendo a linha de produtos. Eles apostam em inovações e na criação de experiências positivas para os consumidores, disponibilizando de um negócio ágil e eficiente, estratégias adotadas que tem sido cada vez mais utilizadas pelas empresas.

Em novembro do ano passado, a montadora anunciou que espera iniciar as vendas de carros com autonomia nível 4 em 2021. O objetivo da empresa é colocar menos dinheiro na produção de carros que dão prejuízo, e investir mais dinheiro em segmentos lucrativos oferecendo serviços de transporte e mobilidade, tornando assim parte crescente desse mercado que corresponde por uma receita anual de US$5.4 trilhões.

Funcionários

A Ford ainda não mensurou a quantidade de funcionários afetados pelo encerramento das atividades, mais na unidade trabalha cerca de 3 mil pessoas de diversos setores administrativos e da produção que serão impactados.

Concorrência

Os principais concorrentes da Ford são: Renault, Hyundai e Toyota e mesmo que a montadora tenha fechado os seus negócios com 9,17% de participação no mercado no ano passado, a empresa parece que não consegue resistir ao crescimento dessas marcas, nos caminhões a situação é pior a empresa fechou o ano de 2018 com 12,18% do mercado, ocupando a quarta posição, Mercedes-Bens e Volkswagem possui mais que o dobro da participação da Ford.

Saída da Ford

Segundo informações, a montadora prevê despesas extra de US$460 milhões (cerca de R$1,7 bilhão a câmbio atual), para encerar essas operações, dinheiro que será utilizado com compensação de funcionário, concessionárias e fornecedores.

Quer saber mais sobre dicas e manutenções para o seu veículo? Clique aqui e confira!