Em média, qual é a duração dos faróis do carro?

*/?>
100
duração dos faróis do carro

Muitos motoristas acreditam que as luzes dos faróis duram para sempre. O fato de muitos veículos rodarem por anos sem precisar trocá-las talvez reforce o discurso de que não é preciso se preocupar com a duração dos faróis do carro.

No entanto, o que muitos não percebem é que as lâmpadas, assim como outras peças e o próprio veículo, se desgastam com o tempo, perdendo capacidade e iluminando cada vez menos até se queimarem por completo.

Como saber, então, qual a duração dos faróis do carro? O que influencia sua durabilidade? Existe um farol melhor que outro? É isso que vamos te falar nesse artigo!

Qual é a real duração dos faróis do carro?

duração dos faróis do carro: Carro vermelho

O cálculo do tempo de vida de uma lâmpada de farol depende de vários fatores. Isso significa que não existe uma fórmula certa para cálculo e nem um tempo determinado. A duração varia de 450 a 1.000 horas, podendo durar até mais que isso.

Algum dos fatores que influenciam a duração dos faróis do carro são:

  • Temperatura e clima: quanto maior for a temperatura em que a lâmpada está exposta, menor será sua durabilidade;
  • Horas de uso diária: veículos que trafegam mais tempo com as luzes acesas tem a duração dos faróis do carro reduzida;
  • Qualidade do material;
  • Tipo de lâmpada: halogena, LED, xênon ou laser;
  • Condições do asfalto: quanto mais trepidação, menor durabilidade;
  • Instalação correta: lâmpadas ou faróis mal instalados têm sua durabilidade reduzida.

Dentre outros. O fato é que é difícil responder com precisão qual a duração dos faróis do carro. A única saída para não ficar na mão é investir em materiais de qualidade e ter sempre lâmpadas de reserva, evitando imprevistos que podem acabar em multas e acidentes.

Confira algumas opções oferecidas atualmente a seguir.

Quais são os tipos de lâmpadas de faróis disponíveis no mercado?

duração dos faróis do carro: Carro com faróis ligados

Lâmpada halogena

A mais utilizada nos faróis dos carros que saem de fábrica, as lâmpadas halogenas são consideradas incandescentes por sua cor amarelada, atingindo o espectro de 3.500 K de temperatura. Isso significa que uma lâmpada halogena iluminaria o equivalente a duas lâmpadas incandescentes residenciais comuns.

As lâmpadas halogenas com espectros maiores, entre 4.000 K e 8.000 K, são chamadas de Super Brancas e possuem alta capacidade de iluminação, como as lâmpadas domésticas fluorescentes, sendo comparadas e confundidas com as lâmpadas de xênon (conheça abaixo).

Sua coloração branca faz com que a lâmpada  dure mais tempo, já que mesmo perdendo capacidade de iluminação elas continuarão mais claras do que as lâmpadas amareladas.

Lâmpada xênon

Fabricada a partir do gás xenônio, as lâmpadas xênon possuem alta luminosidade e capacidade de cor, que pode variar entre os espectros de 3.000 K a 15.000 K de temperatura, o que implica numa variação de cor que vai do extremo branco, podendo ser mais clara que a luz do dia, ao roxo escuro, como a luz emitida pelo anoitecer, podendo ser utilizadas como faróis ou luzes de neblina.

Por ser uma lâmpada que traz riscos ao motorista do carro e aos demais colegas de trânsito, a resolução 384 do Cotran proibiu o uso de sistemas de xênon nos carros fabricados a partir de 2011. Portanto, apenas os carros que saíram de fábrica com esse tipo de iluminação ou que fizeram a troca e legalização antes da resolução estão liberados para uso.

Outro fator que levou à proibição das lâmpadas de xênon foi a luminosidade, que pode ser perigosa. Uma lâmpada de xênon desregulada pode ofuscar a visão de outros motoristas, o que pode levar a acidentes graves e é falta passível de multa.

O custo reduzido desse tipo de lâmpada e a maior duração dos faróis do carro faz com que muitos motoristas optem por trocar todo o sistema e se adaptem ao xênon. Mas é preciso tomar os cuidados necessários para que a economia não se torne um problema.

Lâmpada de LED

A duração dos faróis do carro que usa o sistema LED pode chegar a dez vezes mais que a duração das lâmpadas halogenas. No entanto as lâmpadas de LED podem ser utilizadas apenas se instaladas de fábrica ou mediante a regularização para garantir que tudo esteja de acordo com as exigências do Inmetro em qualidade e instalação.

Esse sistema utiliza o diodo emissor de luz para intensificar a iluminação, o que diminui a temperatura interna da lâmpada e o calor emitido por ela. Como não requer mudanças drásticas no sistema elétrico, como no caso das lâmpadas de xênon, a instalação é mais simples, apesar dos custos das lâmpadas serem mais altos.

As lâmpadas de LED podem ser usadas nos faróis, luzes de alerta ou no farol de neblina e devem possuir coloração branca ou amarela.

Lâmpadas de laser

Pouco comum entre os carros mais populares, os faróis de laser foram apresentados pela primeira vez na França, em 2013.

Os fachos de luz mais intensos e focados do laser fazem com que o ambiente iluminado pelo conjunto de faróis fique claro como se estivesse à luz do dia e as marcas de carros esportivos de luxo têm aderido cada vez mais a esse material.

A estimativa é que os faróis de laser tenham durabilidade de 15.000 horas, o que significaria o dobro da duração das lâmpadas de LED, sendo 15 vezes mais durável que a lâmpada halogena comum, podendo iluminar até 450 metros à frente do veículo.

A iluminação extremamente focada pode ser um problema em áreas urbanas, podendo causar cegueira em outros motoristas ou pedestres. Por isso, a maioria dos carros equipado com esse tipo de dispositivo de iluminação precisa ter iluminação flexível e conter um sensor para detectar as condições adequadas de uso do laser.

Agora que você sabe mais sobre a duração dos faróis do carro, leia nosso artigo sobre o que fazer quando os faróis do seu carro derem problemas na luz alta!