Problemas no farol aparecem antes dele apagar. Aprenda a identificar!

*/?>
173
problemas no farol

Evitar problemas no farol do carro é muito importante para a sua segurança e também para evitar as multas que eles podem gerar. Mas essa é uma questão que costuma gerar mais reação diante de um defeito do que prevenção por parte dos proprietários.

No entanto, dá pra cuidar dos problemas no farol do carro antes deles aparecerem, evitando passar por uma situação complicada sem necessidade. Quer saber mais sobre essa questão e como resolvê-las em casa mesmo?

Então vamos nessa!

Sinais de que há problemas no farol

Para se prevenir de todos os problemas no farol, você pode ficar de olho em uma série de sinais de que algo pode estar começando a falhar.

Lembre-se sempre que as luzes são integradas à parte elétrica do carro, que é muito interligada e em alguns casos pode ser a origem dos problemas no farol. Algumas vezes, variações na corrente podem causar curtos circuitos que irão queimar as lâmpadas.

Se você notar que alguma outra peça da parte elétrica começou a dar problema, em especial as luzes do painel ou coisas supérfluas como o rádio, fique de olho na fiação, pois ela pode estar tendo curtos, podendo causar os eventuais problemas no farol e até queimá-los.

Outro sinal de que a parte elétrica pode estar tendo curtos ou falhas é a dificuldade de dar partida. Quando você bate a chave mas a ignição demora para funcionar, pode ser que algo esteja desviando a corrente, podendo gerar problemas no farol também.

Sinais de que o farol vai queimar

Existem alguns sinais e problemas no farol que servem de aviso de que o farol vai queimar. Ficar de olho nessas indicações pode ser o caminho para evitar uma multa ou mesmo correr riscos.

Traseira de um carro: é preciso evitar problemas no farol e luzes para evitar acidente.

O primeiro sinal de problemas no farol são as luzes piscando. Algumas vezes, as lâmpadas dos faróis podem dar rápidas piscadas, apagando por um momento e voltando a funcionar logo depois.

As piscadas são um sinal de falhas nos soquetes, fios elétricos ou fusíveis. Algumas vezes isso acontece porque as lâmpadas estão soltas, então nenhuma peça terá de ser trocada, mas vale a pena verificar marcas de desgaste na parte elétrica para ter certeza de que tudo está nos conformes.

Prevenção de problemas no farol

Para evitar que o farol queime no momento mais inesperado, você pode realizar a chamada manutenção preventiva. Em geral, isso significa parar ao menos uma vez por mês para verificar as condições das peças do seu carro, mesmo daquelas que ainda estão funcionando.

Carros rodando à noite com luzes acesas: problemas no farol podem gerar multas ao circular de noite.

Fusíveis, lanternas e interruptores têm vida útil longa, mas é preciso ficar de olho na durabilidade indicada pelo fabricante. Estender o uso muito além dela é um caminho para ter problemas no farol.

As peças também mostram marcas de desgaste. Preste atenção nas que estão com manchas pretas ou com pedaços plásticos desgastados e quebradiços. Se a parte elétrica está desgastada, é melhor trocar antes de ter problemas no farol.

Gostou das nossas dicas para evitar problemas no farol e evitar tomar pontos na carteira, mas infelizmente já foi multado? Então veja o nosso artigo sobre como recorrer a multas e saia dessa situação!