Seu carro está com o volante tremendo? O que a causa?

*/?>
211
volante tremendo

Seu carro está com o volante tremendo e você não sabe se pode ser uma indicação de um problema maior? Pois talvez seja melhor fazer uma pequena revisão para encontrar a origem do problema.

O volante tremendo pode ser sinal de um problema maior e pode até resultar na quebra do motor ou outras dores de cabeça. Quer aprender a identificar os problemas que podem surgir e como consertá-los?

Então vamos lá!

Qual pode ser a origem do volante tremendo?

Antes de começar a analisar quais problemas estruturais do carro estão deixando o volante tremendo, é bom cortar algumas possibilidades ao analisar o que aconteceu com seu veículo nos últimos tempos antes de você notar o problema.

Por exemplo: batidas frontais podem comprometer o alinhamento ou o eixo do volante e deixar o veículo tremendo muito. Se você andou na terra, pode ter comprometido os pneus. O mesmo vale para freadas bruscas.

Pense no seu uso recente e faça uma lista de possibilidades com relação ao que é mais provável de estar causando o volante tremendo. Depois, é hora da mão na massa.

Descobrindo a origem da trepidação

O motivo mais comum do volante tremendo é um desnível entre as rodas. E isso pode ter três motivos: calibragem dos pneus, alinhamento desregulado ou superfície careca.

Para descobrir se o motivo do volante tremendo é o pneu careca, basta uma olhada, certo? Mais ou menos. Lembre-se que a superfície da borracha fica com uma parte fora da sua vista e que é preciso movimentar um pouco o carro para enxergar tudo.

volante tremendo: fusca azul estacionado

Também é preciso tomar cuidado, pois dependendo da iluminação (ou da falta dela) você pode se confundir. O ideal é verificar a superfície dos pneus em um lugar bem iluminado e ficar atento.

A calibragem dos pneus pode deixar o volante tremendo pois diferentes pressões em cada roda deixarão cada ponto do carro em um nível. Esse problema é comum após andar com o carro na terra ou em viagens longas.

Aliás, é recomendado sempre calibrar o pneu antes de sair para uma viagem para evitar problemas.

Mas lembre-se: quando for usar o aparelho do posto, coloque sempre a pressão certa para o pneu que você está usando para evitar problemas, já que se você colocar demais pode furar.

O alinhamento desregulado é percebido enquanto você está dirigindo. Se o volante não ficar naturalmente alinhado para frente, é sinal de que algo está errado com o eixo do carro.

Resolver o problema do alinhamento exige equipamentos pesados, então você provavelmente vai precisar levar em uma oficina especializada.

Por que se preocupar com o volante tremendo?

Existem alguns motoristas que não se incomodam com o volante tremendo, especialmente quando a trepidação ainda é pouca. Por isso, acham que não precisam cuidar desse problema.

volante tremendo: homem dirigindo carro com celular no painel

Na verdade, o volante tremendo é apenas um sinal de que o carro todo está vibrando para direções diferentes, o que pode causar sérios problemas ao seu veículo. Por exemplo: rachaduras pequenas resultantes do desgaste podem aumentar e derrubar peças.

As rachaduras causadas pela trepidação na sustentação do motor pode causar danos permanentes nele. Por isso, é essencial não ignorar o volante tremendo e cuidar do carro.

E aí, gostou das dicas de como lidar com o volante tremendo? Então dá uma olhada no nosso blog para várias dicas sobre cuidados com o carro para quem ama automóveis!