Na hora de comprar o carro, você prefere câmbio automático ou manual? Sabia que as diferenças vão muito além da simples automatização? Muitas vezes, na direção, essa pequena mudança acaba fazendo bastante diferença.

Quer saber mais sobre todas as diferenças existentes entre o câmbio automático e manual e como se acostumar quando troca de um para outro? Então vem com a gente!

Câmbio automático e manual: as diferenças

Existem algumas diferenças entre os dois tipos de câmbio. Abaixo, listamos os mais importantes:

Marchas

Se engana quem pensa que um deles não tem marchas: pode ser câmbio automático e manual, os dois possuem mudanças de estágio. A diferença é na função delas.

As marchas do câmbio manual tem sempre a ré e cinco ou seis estágios que levam o carro pra frente. Esses níveis dizem respeito às engrenagens de diferentes tamanhos que vão transformar o movimento do motor e passá-lo para as rodas.

Para se acostumar com os câmbios automático ou manual, é preciso prática.

Esse sistema não existe no câmbio automático, mas ele funciona de forma parecida.

No caso dos automáticos, as engrenagens são utilizadas em um modelo chamado de “planetário”, em que um grupo delas se conecta a uma maior e central.

Esse sistema fica ativo enquanto o carro está no D, de Drive, inglês para Dirigir.

As outras “marchas” do câmbio automático são o N, de Neutro, em que o câmbio não está conectado às engrenagens, o P, de Parking (Estacionar), em que ele se conecta a uma engrenagem imóvel que ajuda a manter as rodas do carro paradas, e o R, de Reverse ou Ré. Simples, não?

Os gastos

Em geral, os carros com câmbio automático são mais caros do que os de câmbio manual. Isso porque eles exigem mais peças e sistemas inteligentes que encarecem a produção e a manutenção.

Ainda assim, pouco a pouco a diferença de custos tem diminuído, em grande parte devido a uma popularização dos carros automáticos, colocando mais seminovos do tipo no mercado. Além disso, as peças tem se tornado mais baratas e os sistemas mais inteligentes.

No trânsito

Um dos principais motivos que levam as pessoas a se decidirem por carros automáticos é a facilidade que eles oferecem no trânsito. Por não contarem com uma embreagem e nem terem a necessidade de se mexer a toda hora na alavanca, eles desgastam menos o corpo do motorista.

 Câmbio automático e manual: ambos os sistema apresentam diferentes possibilidades para o motorista.

Existem ainda os carros semi-automáticos, que tem a qualidade de poderem alternar entre o câmbio automático e o câmbio manual. Nesses modelos, há uma possibilidade de alternar entre os sistemas, dependendo da situação.

A potência do carro

O câmbio automático alterna entre os discos das marchas automaticamente de forma fixa, enquanto o câmbio manual dá ao motorista mais controle. Ele pode alternar as marchas como achar melhor.

Isso faz com que o câmbio manual seja mais eficiente para algumas tarefas. Quando se usa um carro para desatolar o de um amigo, mantendo a primeira marcha para maximizar o torque do motor, por exemplo. Isso não é possível no câmbio automático.

O câmbio manual tem ainda a vantagem de poder ser “explorado” um pouco mais, permitindo uma aceleração maior em uma ultrapassagem na rodovia, por exemplo. Isso pode significar maior segurança nas ultrapassagens.

Vai pegar a estrada? Confira nossas dicas para viajar de carro em segurança!

Câmbio automático e semi-automático: como diferenciar

Existe uma certa confusão com relação ao câmbio automático e o semi-automático.

No câmbio automático, o sistema de engrenagens planetárias se associa a um conversor de torque, permitindo uma mudança simples dentro do sistema de marchas que converte com facilidade e sem a necessidade de embreagem.

O sistema do câmbio semi-automático é idêntico ao do manual, mas com o acréscimo de um controlador computadorizado que faz as vezes de motorista ao acionar a embreagem e alternar entre as marchas. Ele usa as mesmas engrenagens.

Isso permite que a maioria dos carros semi-automáticos ofereçam ao motorista a possibilidade de passar marchas normalmente.

Na verdade, o câmbio semi-automático é uma alternativa ao câmbio manual ou automático. Isso porque ele junta as vantagens de ambos em um único veículo, permitindo a facilidade no trânsito do sistema automático e o ganho em aceleração na estrada do manual.

E aí, conseguiu escolher entre o câmbio automático e manual? Gostou das nossas dicas? Então que tal conferir mais algumas delas no nosso blog? Lá você encontra várias dicas para fazer a manutenção e limpeza do seu carro. Vem conferir!