Quais são os perigos do combustível adulterado?

*/?>
351
combustível adulterado: motor sendo cheio de gasolina

A greve dos caminhoneiros deixou um problema para os motoristas: o aumento do número de postos com combustível adulterado. Os riscos para o carro, a gente nem precisa dizer, são bem grandes.

Para evitar entrar numa enrascada, é preciso aprender a identificar quando seu carro está sofrendo por causa do combustível adulterado e aprender o que é preciso para recuperar o carro.

Quer saber mais sobre a adulteração de combustível, os problemas que ela pode causar e como resolvê-los? Então vem com a gente!

Como o combustível é adulterado?

O mais comum quando um posto está fraudando a gasolina é que ele acrescente mais etanol à gasolina do que a taxa permitida por lei. O governo permite que o produto tenha uma taxa de álcool entre 20 e 25% do volume.

A inclusão do etanol não causa problemas quando dentro do permitido, mas se mais álcool do que o previsto é colocado na mistura o resultado é uma perda de potencial do combustível.

Essa perda de potencial pode ser notada também como um barulho do motor buscando mais explosão ou uma dificuldade em acelerar.

Outros líquidos podem ser misturados à gasolina para aumentar o volume e aumentar o lucro do posto.

Entre os mais comuns estão o óleo diesel, o querosene e os solventes como a benzina. Essas substâncias são escolhidas por se misturarem completamente e não dar a aparência de combustível adulterado.

Os problemas do combustível adulterado

O motor do seu veículo é feito para trabalhar em condições ideais, o que envolve um combustível com uma qualidade mínima. Quando o produto tem seu potencial energético diminuído pela mistura de álcool ou água, o carro apresenta problemas de desempenho.

Combustível adulterado: bom de gasolina enferrujada

A mistura de água, embora pouco comum, dá um prejuízo a mais pro consumidor: a água não só atrapalha a combustão do motor como pode ser ir aos poucos enferrujando o carro de dentro pra fora.

Os solventes, em especial a benzina, podem causar problemas ainda mais sérios, já que corroem as borrachas de vedação e outras peças importantes do carro.

Por fim, todo combustível adulterado tem impurezas que entopem o bico injetor e queimam o sistema de injeção eletrônica, causando grandes gastos.

Como identificar o problema?

Os postos brasileiros são obrigados a realizar na frente do cliente o chamado Teste de Proveta sempre que a desconfiança surgir. Ele serve para determinar o volume de álcool e água misturado à gasolina.

Algumas alterações na gasolina não são tão simples de identificar. O benzeno e o diesel, por exemplo, não aparecem no Teste de Proveta. Nesse caso, você só vai notar o combustível adulterado quando ele já estiver no seu carro.

A água é facilmente visível em meio à gasolina, já que elas não se misturam. Ela é também a favorita para adulterar o álcool, já que além de se misturar completamente com o etanol, também é muito barata.

Combustível adulterado: bom de gasolina antiga

Se o carro começar a afogar, demonstrar dificuldades em subir ladeiras ou acelerar, perder velocidade sem motivo aparente ou parar do nada pouco tempo depois de abastecer, desconfie do combustível adulterado.

Se você estiver nessa situação, a primeira coisa a se fazer é tirar toda a gasolina do tanque. Dependendo do tempo rodado, pode ser necessário também trocar o filtro de combustível.

Em caso mais extremos, como notar que o combustível adulterado está sendo usado só depois de abastecer algumas vezes com ele, você precisará trocar os bicos injetores e talvez até o sistema de injeção eletrônica.

Evitando o combustível adulterado

Para evitar qualquer problema, o caminho é escolher bem o posto de combustível em que você vai abastecer. Para começar, evite os sem bandeira, já que eles costumam ter mais liberdade para fraudar a gasolina.

Além disso, é importante ficar de olho no preço. Se está barato demais para ser verdade, desconfie.

Para ter a certeza da procedência da gasolina, o certo é sempre abastecer no mesmo lugar. Desse jeito, se o carro der problemas é fácil identificar de onde veio o combustível adulterado. Escolha um posto com bandeira de confiança.

Com a greve dos caminhoneiros, muitos postos venderam combustível adulterado para aumentar o volume e lucrar com a situação. Essa má fé tem sido investigada pelo governo mas devido aos problemas ocasionados pela crise, muitos postos saíram impunes.

Se você notou problemas no seu carro, tenha o cuidado de verificar se nenhum problema foi causado e substitua as peças danificadas.

E aí, gostou das dicas? Então que tal acompanhar outras como ela no nosso Facebook? Lá você fica informado sobre como manter seu carro sempre funcionando!